Sonho de Cenário

Naquele tempo, por indicação do nosso grande, querido e agora eterno amigo, João, assistimos, Raquel e eu, O Terceiro Tiro, ou melhor, The Trouble with Harry, de Hitchcock.


Foi uma excelente dica. Filmado no outono, é perfeito pruma tarde cinza de inverno. Este era um dos filmes preferidos do Mestre do Suspense, que considerava divertido a indiferença dos personagens perante o cadáver de Harry.


Na história, um belo exemplar de humor negro, um por um, os personagens ao se depararem com um corpo na floresta, tentam escondê-lo porque acreditam que o tenham matado.


Lembro que João, entretanto, indicou-nos o filme pela linda fotografia de Robert Burks, que foi atrás dos magníficos tons vermelhos, laranjas e amarelos das folhas de outono das florestas de Vermont.


Pelo Making off, descobrimos que depois das primeiras filmagens na pequena cidade, uma forte chuva arrancou todas as folhas das árvores, o que obrigou a produção a catá-las, encaixotá-las e levá-las pra Califórnia, onde, em estúdio, filmaram muitas das cenas.


É raro hoje, assistir um bom filme na televisão, em casa. Feliz ou infelizmente, a tal Netflix, e variantes, com suas séries viciantes, domina os lares.


Da mesma forma, apertem os cintos, o cinema sumiu! Não se houve mais falar do verdadeiro cinema e seus bons filmes. Isso virou assunto de rodas pequenas, que os assistem em guetos culturais.


Ainda bem que o Cine Passeio, veio pra acabar com a agonia do cinema em praça pública. As confortáveis e pasteurizadas salas dos shopping centers, em sua maioria, só se prestam a apresentar filmes imberbes de super heróis que precisam de ajuda, aos quais, confesso, mantenho uma distância tão grande quanto da televisão.



58 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Polaca

A Peleja