Ora Balas

Cada vez mais, me vejo parecido com meu pai, no que ele tinha de bom e no que tinha de mais ou menos. Uma de suas fraquezas era a queda por doces, biscoitos, bolos, balas e afins.


Sempre andava, fizesse sol ou chuva, com um guarda-chuva engatado internamente na cava da manga e com balas no bolso do velho paletó xadrezinho cinza.


Talvez fosse esse seu segredo do sucesso com todos ao seu redor. Ele era doce.


Esses tempos, me vi comprando balas, coisa que nunca faço ou, pelo menos, não fazia até aquele ponto.


Das que comprei, uma já tinha experimentado, quando estava à disposição na cumbuca em cima do balcão da lavanderia, a de maracujá. É uma delícia, diga-se de passagem.


Gosto da tradicional Bala de Banana de Antonina, mas encontrei uma outra, porém, que, tal qual uma bala perdida, inesperadamente, me atingiu em cheio: Bala Butter Toffees de Banana Flambada. My Godness!! O que que é isso? Que coisa boa.


Não sei se ainda tem dessa bala pra vender. Quando gosto de uma coisa, ela geralmente sai de linha, como desodorante 24h, que tá cada vez mais difícil de achar, pois parece que agora, todo mundo só passa desodorante a cada 48h...


Bem, tal qual seu Manoel, eu queria sempre ter pelo menos uma bala dessa no meu bolso. Guarda-chuva, ainda não...


77 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Frigidaire

Essencial