O Planeta Diário

Eu era um mero estagiário, mas me divertia como um verdadeiro funcionário na Umuarama Publicidade, agência house daquele Bamerindus, que ficava num simpático predinho, com escadas de meio lance, na Rua Mauá.


Era um tempo sem computador, sem Internet, celular ou Facebook, mas de muita poesia, talento e criatividade. Lembro de quando Izabel Portugal, Diretora de Arte, ia semanalmente fazer um curso em São Paulo.


Esperávamos sedentos por sua volta. Não por saudade, mas porque na bagagem, ela trazia sempre um reluzente exemplar de O Planeta Diário.


Por estas bandas, do lado de cá do Rio Atuba, o pequeno Maior Jornal do Planeta não chegava. Todos dávamos boas risadas com as tiradas sensacionais e totalmente politicamente incorretas.


Reinaldo, Hubert e Cláudio Paiva, de um forma grotesca e satírica, criavam a cada edição, uma verdadeira obra prima com inteligência e bom humor, que devidamente xerocada, era distribuída por toda a agência. Bons e velhos tempos...


60 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Frigidaire

Essencial