Luzes da Cidade

Faltava pouco pra comemoração dos trezentos anos de Curitiba. Haveria uma exposição na Casa Vermelha apresentando grandes marcas que lançariam produtos comemorativos à data. Estava lá, trabalhando na programação visual do espaço da Deo Colônia Curitiba 300 Anos d'O Boticário.


Ajeitava pinhões, pinhas e, com muito cuidado, limpava os galhos de pinheiro pra comporem a cena juntos ao produto, já que Araucária era a base da sua composição.


Um homem agitado, um pouco acima do peso, passava e repassava por mim, dando ordens a quem quer que fosse, orquestrando tudo com gestos largos, pra que a exposição fosse um grande sucesso.


Mais uma vez ele passou por mim e dessa vez ao me ver, parou e com dedo em riste, gritou: então é você quem cuida da identidade visual d'O Boticário?? Saiba que por sua causa, quase bati o carro na esquina da Barão de Antonina com Mateus Leme???


O que que é aquilo?? Que coisa linda você fez!! Quando eu for prefeito, vou espalhar seu trabalho pela cidade...


Esse homem era ele mesmo e falava da intervenção que tínhamos feito na fachada histórica do Shopping Mueller.


Utilizando parte das janelas da fachada da antiga fundição, montamos painéis no seu interior, com figuras em madeira recortadas, pintadas cm aerógrafo, com roupas em tecidos finos, bijuterias, plantas secas, envoltas entre os produtos que flutuavam ao seu redor reproduzindo, com luzes e cores, cenas de pinturas clássicas do Renascimento,


Uma homenagem da marca à primavera curitibana. O projeto foi mesmo um sucesso, até ganhamos prêmio com ele, mas não foi espalhado pela cidade, como prometido.


Apenas na outra esquina, a pedido da Leão Junior, fizemos outro, com mais uma série de janelas com o personagem título da antiga empresa de chá. Projeto também premiado, mas essa já é uma outra história...





143 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Frigidaire

Essencial