Jaime Lerner

Atualizado: 8 de jun. de 2021

O dia tinha amanhecido lindo e feliz: friozinho e céu azul. Enquanto tomava o café, veio a mensagem lacônica de Fernanda, minha filha, psicóloga. Lavei a louça com água morna, pensando sobre a importância dele pra mim. Depois, veio a cajadada final: quero um texto seu sobre o assunto na minha mesa ainda hoje! Ordenou André, meu amigo jornalista. Que droga, que perda, emendou ele...


Fazer o que? Queria ser um Super Homem, forte e capaz de salvar o mundo todo dia e fazer voltar o tempo, quando isso fosse imperativo. A verdade é que, como um mero Clark Kent, vivendo sob a máscara da anonimato e da resiliência, só posso tentar superar mais uma perda, escrevendo o que o coração dita.


Certa vez fui convidado a dar uma palestra em União da Vitória, num importante evento do comércio estadual. Quando vi quem seria o palestrante a falar antes de mim, fiquei um pouco incomodado: era o governador.


Houve um grande tumulto antes e depois da presença dele no local, com direito a helicoptero e tudo. Acredito que consegui dominar a boiada com as unhas e penso que no fim, mesmo com tanta adrenalina no ar, até que foi uma boa palestra.


Em outra ocasião, haveria um programa no rádio onde eu ajudaria a apresentar as músicas que havia escolhido. E quem taria distribuindo autógrafos pouco antes do programa? O ex-governador!


Jaime Lerner, um dos paranaenses que mais me davam orgulho e que como bem disse, certa vez, Oscar Niemeyer: esse sabe das coisas, ele sabia. Os dois, aliás, em boa parte, foram responsáveis por eu ser quem sou e fazer o que faço até hoje.


Tive lá, em sua noite de autógrafos, cumprimentando-o pelo importante conjunto de sua obra e por sua admirável vida. Mais uma vez contudo, a presença do grande e querido Jaime Lerner em nada atrapalhou minha vida, só ajudou.


O programa no rádio simplesmente não houve. Uma das músicas que tinha escalado, Elis, cantando As Curvas da Estrada de Santos, não tinha sido localizada e gravada a tempo. O programa acabou sendo transmitido na semana seguinte.

Naquela noite de autógrafos, além de rever alguns amigos e conhecer pessoalmente outros, pude estar próximo e cumprimentar um homem a quem nunca vi como político. Pra mim era um grande urbanista, um grande arquiteto, um grande pensador, um grande escritor, um grande homem.


Parabéns por sua vida. Obrigado por ter mudado minha vida e o futuro de nossa cidade com sua ousadia e inteligência. Vá em direção da luz, da felicidade e da paz.


1.592 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo

Frigidaire

Essencial