Eu Sou a Mosca

Atualizado: 7 de ago. de 2021

Uma imagem fala mais que mil palavras e, agora mais do que nunca, mil palavras não conseguem falar mais que uma foto qualquer.


Posso escrever o que quiser, um senhor texto, poucos leem. Veem a foto, curtem a foto, comentam a foto e ignoram o texto...


Creem que o primeiro parágrafo lido já tá de bom tamanho. Esses dias um caboclo viu a foto, leu o título do texto e, como um profeta de barbas longas, sem ler o texto, tirou suas conclusões do que o texto dizia e desceu o sarrafo em mim.


Pedi pra que o infeliz, pelo menos, lesse o texto. Ele se negou e esperneando continuou me xingando, me depreciando e me esculhambando pelo o que ele achava que era o texto e não pelo o que era. Ele simplesmente não leu o texto, mas nem por isso, deixou de criticá-lo .


Até mensagem em particular ele mandou, me esculachando, sem, entretanto, se dar o trabalho de ler o texto.


Sinto que neste caso se materializou o que venho percebendo nas entrelinhas: quase ninguém se importa: tendo uma fotinha pra ver, pra curtir, pra comentar, é o suficiente. Não precisa ler nada.


Não importa se alguém tenha lido o texto e pelo seu comentário, ser possível compreender o que o texto quis dizer ou que foi além de sua intenção.


Muitos continuarão chovendo no molhado, fazendo perguntas que já foram feitas e comentando coisas que já foram comentadas. Se não leem o texto, por que leriam os comentários?


Ah! Mas que sujeito chato sou eu, que não acha nada disso engraçado. Não acho mesmo. Fico triste, frustrado e me sentindo trivial e inútil por não conseguir chamar a atenção pra com meu texto. Apenas pra foto, seja ela do que for, até de uma mosca morta. Volto de onde comecei: uma imagem fala mais que mil palavras…



61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Frigidaire

Essencial