As Bonitonas

Na minha sala do terceirão do Dom Bosco, na antiga sede na Vicente Machado, havia duas moças que andavam sempre juntas e que só conversavam entre si e a quem todos nós, que não fazíamos parte da panelinha, chamávamos de As Bonitonas.


A moda na época ditava jeans com lycra e as bonitonas, que viviam num mundo nobre e particular, eram as rainhas das calças justas.


Meu lugar era quase na fila do gargarejo, mas certa vez acabei sentando atrás delas, mais no meio da sala, e ouvi, uma perguntando à outra, a diferença entre sob e sobre.


Não nasci sabendo tudo, nem morrerei sabendo, mas essa tal diferença, já sabia desde o tempo em que assistia Vila Sésamo.


A pergunta, que claro, tratei de espalhar, pros mais próximos, ofuscou um pouco a aura inatingível das moças, mas não prejudicou a imagem imaculada das glamour girls.


Esses tempos, encontrei uma delas no supermercado. Tava sozinha, acho que agora não fazem mais o par constante.


A moda é cíclica. Isto explica a sensação de déjà vu ao vê-la, aparentemente ainda usando uma das mesmas calças apertadas.


Ela ainda pode, mesmo depois de uma idade de Cristo a mais, ser chamada de bonitona. Penso, entretanto, que o tempo é mesmo sacana e passa pra todo mundo, inclusive pras bonitonas...


P.S. | Foto das atrizes Geena Davis e Susan Sarandon, no filme Thelma & Louise, de 1991, ilustrando duas amigas bonitonas e inseparáveis até na morte.


310 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Frigidaire

Essencial