A Máquina do Tempo

A ficção científica A Máquina do Tempo, de 1960, contava a história de um inglês que constrói uma máquina do tempo e com ela, viaja ao futuro.


Os dois terços finais do filme eram bem bobocas, mas o terço inicial, quando ele começa a por em prática suas teorias, sempre me fascinou.


Uma das cenas, pra mim inesquecível, mostrava suas primeiras experiências com a tal máquina.


Ao empurrar a manivela, o tempo se acelerava, com os manequins na vitrine da loja do outro lado da rua tendo suas roupas trocadas freneticamente.


A Internet é a grande máquina do nosso tempo e o Google, o nosso Garra, presente em nossa vida agora e com certeza, cada vez mais no futuro.


Descobri, esses tempos, que ele tá presente também no passado. No Google Maps, há o bonequinho puxado pelo pescoço, que te leva ao Google View, que permite passear pelas ruas e locais de quase todos os lugares do mundo.


Siqueira Campos, minha terra natal, é uma grande exceção, pois lá, o carrinho do Google ainda não chegou.


Até aqui, nada de novo. O que descobri é que há um botão, do lado esquerdo, que permite viajar ao passado, mostrando aquele mesmo lugar, há alguns meses ou há alguns anos, em outras varreduras feitas pelo carrinho.


Pode parecer bobo, mas achei isso incrível e sensacional. Tá sendo construído um amplo documento histórico de uma era.


Um registro cientifico e perfeito da passagem do tempo pelas ruas, cidades, países e das suas respectivas arquiteturas ou memória do que já foram um dia. Uma documentação diária do planeta e de nossas vidas.


A foto ilustra dois momentos da linda casa que existia na Avenida Nossa Senhora Aparecida, no Seminário, em frente de onde eu morava na minha infância .


Na primeira, ela tá lá, firme e forte, na segunda, já não existe mais. Hoje há no local, o imenso showroom de uma construtora.


Como o inglês do filme, além desta pequena tragédia, também brinquei pelas vitrines da Quinta Avenida visualizando a passagem do tempo e vendo como foram se modificando.


O tempo futuro é muito importante, mas o pretérito, por outro lado, não pode ser esquecido. É parte de nós.


80 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Frigidaire

Essencial